fbpx

25 LUGARES MÁGICOS QUE VOCÊ NEM SABIA QUE EXISTIAM

Floresta Torta da Polônia

A Floresta Torta da Polônia (Crooked Forest) há muito atrai os visitantes por causa da sua forma incomum. A ciência sugere que as árvores em forma de J que estão crescendo lá são algo impossível. No entanto, lá estão elas – mesmo que a razão para sua natureza deformada não possa ser explicada, apesar de existirem várias teorias não provadas.

Alguns acreditam que os tanques da Segunda Guerra Mundial achataram as mudas, fazendo com que as árvores tomassem uma forma tão estranha. Mas outros culparam alienígenas, a gravidade ou a espessa queda de neve pela qual a região é conhecida. É possível que a verdade seja mais prática; alguns afirmam que elas foram manipuladas pelos humanos para criar formas feitas sob medida para fins de construção.

Kawah Ijen, na Indonésia

O ativo vulcão Kawah Ijen, em Java, na Indonésia, é um dos vulcões mais extraordinários do mundo. Em vez de produzir a habitual lava vermelha e fumaça preta, suas atividades subterrâneas resultam em lava azul elétrica e chamas subindo para o ar. Nesta deslumbrante ilha indonésia, as espetaculares erupções do vulcão são um espetáculo de se ver.

A lava aqui não é originalmente azul, mas se torna devido a um fenômeno natural. De fato, o vulcão tem alguns dos mais altos níveis de enxofre do mundo e quando os gases sulfúreos do vulcão entram em contato com a temperatura do ar acima de 360ºC, a lava fica azul. Outro fato interessante é que lá acontece uma das mais perigosas operações de mineração de enxofre do mundo; os trabalhadores expostos aos gases tóxicos por longos períodos desenvolvem problemas de saúde. Interessado em visitar? Não vá por conta própria. Mas uma coisa muito legal é fazer uma visita guiada noturna em grupo.

Fenômeno Hessdalen, na Noruega

As Luzes de Hessdalen são lindas – mas intrigantes. Os cientistas há muito ponderaram sua causa. Mas apesar das inúmeras investigações e pesquisas, a razão para este fenômeno norueguês continua desconhecida. Elas foram relatadas pela primeira vez na década de 1930 e cativam os visitantes desde então. Às vezes, o espetáculo dura apenas alguns segundos. Mas em ocasiões, as luzes brilhantes amarelas, brancas, vermelhas, verdes e azuis podem brilhar por mais de uma hora.

 

 

Localizado na zona rural da Noruega, as luzes iluminam um trecho de 7,5 milhas do Vale de Hessdalen. Elas podem aparecer durante o dia ou durante a noite e parecem flutuar. Mas ninguém sabe por quê, com cientistas lutando para encontrar uma resposta ou dar uma explicação. As Luzes de Hessdalen são mais prevalentes em alguns períodos do que em outros – com episódios que aumentaram nos anos 80, mas que se mostraram menos comuns em tempos recentes. Isto apenas aumenta o mistério.

Lago Karachai, na Rússia

Planejando uma viagem à Rússia? Este é um local para evitar a todo custo. A costa do Lago Karachai (ou Karachay) é considerada o lugar mais poluído do planeta. Nos anos 90, testes revelaram que apenas ficar perto do lago por uma única hora resultaria, muito provavelmente, em morte. O grande problema aqui é a radiação. Durante décadas, os soviéticos trabalharam em um projeto de bomba atômica nesta região remota.

A paisagem aqui pode ser bela, mas também é mortal. A ciência pode sugerir que tais níveis de radiação são impossíveis, mas os soviéticos provaram o contrário. Desde então, o lago foi preenchido, mas os riscos permanecem, com o solo aqui apresentando graves perigos para a saúde humana. O governo russo tem acesso restrito, o que significa que é impossível visitá-lo – não que você queira visitá-lo.

Triângulo das Bermudas

A ciência sugere que o Triângulo das Bermudas é mais do que um mito. O Triângulo das Bermudas cobre uma enorme área no Oceano Atlântico Norte. É também conhecido como o Triângulo do Diabo ou Beco do Furacão, pois inúmeros navios e aviões teriam desaparecido sem deixar rastro enquanto estavam nesta área. Mas será que isto significa que a lenda é verdadeira? A ciência sugere que é um mistério aumentado pelo sensacionalismo.

Uma explicação coloca a culpa no mítico continente perdido da Atlântida, outra diz que anomalias magnéticas locais incomuns podem existir na área, confundindo bússolas e levando navios a se perderem. Há também o mito de que tempestades violentas ocorrem nos triângulos, afundando os aviões. Aqueles que entram no Triângulo das Bermudas frequentemente o fazem com uma profunda sensação de mal-estar; a lenda perdura e não provou estar totalmente errada.

Árvore dupla, na Itália

Turistas se reúnem para ver a famosa árvore dupla da Itália. Aqui – em um local muito visitado, entre Grana e Casorzo – uma cerejeira cresce no topo de uma amoreira. A ciência sugere que tal coisa não deveria ser possível. Mas este lugar – e estas árvores – existem de fato. Chamada de Árvore Dupla de Casorzo – ou Bialbero di Casorzo – isto é uma anomalia e tanto.

Não é inédito para uma árvore crescer em cima de outra. Mas o crescimento tende a ser limitado, sem que nenhuma delas seja capaz de prosperar ou atingir um tamanho significativo. É aqui que o Bialbero di Casorzo se destaca, desafiando a ciência e provando que tudo é possível. Pensa-se que, há muito tempo, um pássaro deve ter deixado cair um caroço de cerejeira sobre a amoreira ao voar sobre a copa das árvores.

Rio Fervente, no Peru

A ciência sugere que não é possível que um rio atinja tais temperaturas. No entanto, escondido nas profundezas da Amazônia peruana, os pesquisadores descobriram evidências do contrário. Em Puerto Inca, o Rio Fervente continua desafiando as normas científicas.

O Rio Fervente atinge temperaturas próximas a 200 graus Fahrenheit. Tentado a dar um mergulho? Você não deveria. As águas aqui são quentes o suficiente para queimar – e em alguns casos, matar. Este é um lugar sagrado e o xamã local acredita que as águas têm poderes curativos. Pensa-se que as linhas debaixo d’água são responsáveis – as águas sendo aquecidas profundamente no subsolo antes de serem empurradas de volta à superfície.

Poço Petrificante, na Inglaterra

Certa vez, pensou-se que a bruxaria estava de volta em North Yorkshire. Não muito longe de Knaresborough, era dito que um poço  transformava objetos em pedra. A Madre Shipton – uma bruxa local muito temida – foi culpada por tal feitiçaria. A ciência sugere algo diferente.

A Madre Shipton foi associada a vários eventos trágicos, prevendo horrores que ela alegava que aconteceriam no reinado Tudor da Inglaterra. O Poço Petrificante deixou a população local aterrorizada nos anos 1600. Itens que entravam em contato com suas águas, viravam pedra. Desde então foi descoberto que o alto conteúdo mineral da água pode ter um efeito petrificante. Não é uma história tão boa, mas é uma explicação mais provável do que a bruxaria.

A Lagoa Azul de Hokkaido

As águas lendárias da Lagoa Azul são perfeitamente coloridas. Localizado próximo à cidade termal de Shirogane Onsen, no Japão, este é um lugar que chama a atenção daqueles que têm olho para o incomum. A lagoa em si é feita pelo homem, mas as intrigantes águas azuis brilhantes dentro dela são todas naturais.

A origem da lagoa remontam aos anos 80, quando o Monte Tokachi entrou em erupção. A fim de reduzir os riscos que os fluxos de lava e deslizamentos representavam, foi construída uma represa e isto levou à formação de várias lagoas – incluindo a Lagoa Azul.A principal razão para a tonalidade vibrante que dá o nome ao Blue Pond é o alto nível de hidróxido de alumínio que pode ser encontrado na água. É definitivamente um lugar que você quer adicionar à sua lista de viagem.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp