fbpx

Dicas de Viagem: Barra Grande do Piauí

Barra Grande do Piauí é o raro caso de praia que conseguiu um equilíbrio entre preservação e conforto.

A preservação tem como aliada a dificuldade de acesso. Longe da capital e de outras cidades grandes e praticamente desconectada da malha aérea brasileira, Barra Grande não se presta ao turismo predatório. Até porque é protegida por dois anteparos: a vizinha Luís Correia, que absorve o turismo regional, e a mítica Jericoacoara, que ofusca qualquer outro destino de praia das redondezas.

Já o conforto foi trazido pelos novos colonizadores de Barra Grande: os kitesurfistas. A área à direita do centrinho da vila foi transformada numa pequena cidade cenográfica de pousadas e restaurantes. Tudo rústico, charmoso e de alta qualidade — a proporção de pousadas com nota acima de 9 no Booking é uma das maiores entre os destinos que acompanhamos.

Seria a Jericoacoara de antigamente? Só se for uma Jeri idealizada: a Barra Grande de hoje é muito mais sofisticada do que a Jericoacoara do tempo que tinha a mesma densidade demográfica. O que talvez seja mais um motivo para ser a praia escolhida por exilados de Jeri.

A vila cresceu livre do problema que assola o litoral do Piauí e do Ceará: não passam carros na areia. O único trânsito na praia, aqui, é o das velas de kitesurf.

Quando ir a Barra Grande do Piauí?

Como todo o meio-norte do país, Barra Grande do Piauí tem duas estações bem definidas.

A estação chuvosa vai de fevereiro a maio. A chuva cai com maior intensidade em março (com 370 mm de precipitação) e abril (com 400 mm). Fevereiro e maio, com 255 mm, também podem prejudicar a sua intenção de pegar praia.

A estação seca vai de junho a dezembro. Entre agosto e novembro é raríssimo chover. Em junho chove menos de 100 mm, enquanto que em julho e dezembro, a precipitação fica abaixo de 50 mm.

Janeiro marca a transição entre as estações, com 143 mm de chuva. Não é muito, mas haverá mais dias nublados do que você talvez gostaria.

A temporada de kitesurf vai de agosto a dezembro (podendo chegar a janeiro), quando os ventos são fortes e constantes. É o melhor momento para visitar Barra Grande.

O Réveillon também é muitíssimo procurado — Barra Grande é uma dos destinos de Réveillon da categoria ‘descolados’. Espere preços bastante altos na virada do ano.

 

As temperaturas ficam estáveis durante todo o ano, com mínimas ao redor de 22ºC e máximas pouco acima de 30ºC. Entre agosto e janeiro o calor é bastante amenizado pelos ventos fortes e constantes.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp